Suco com Letras!!

Mais uma vez, o grupo PET- Educação Física se reúne para o mensal “Suco com Letras”, abaixo segue os resumos das manifestações culturais apresentadas no encontro.

Bruna Labella

Livro: Brás, Bexiga e Barra Funda
Escritor: Antônio de Alcântara Machado
Livro de 1927, escrito em 11 contos, formato que se assemelha a crônicas ou mesmo notícias de jornal. Retrata a chegada dos imigrantes italianos no Brasil e suas transformações tanto na região como nas próprios moradores e imigrantes, que vinham para os bairros que dão nome ao livro e conta suas experiências, esperanças, alegrias e tristezas.

Sionaldo Ferreira

Título: O Inferno
Autor: Dan Brown
Editora: Arqueiro
Ano: 2013

O Inferno relata a “aventura” do Professor Robert Langdon (História da Arte e Simbologia, Havard), que auxilia a OMS na busca de um Bioterrorista. O Professor acorda em um Hospital, sem saber como foi parar ali e sem lembrança do que
provocara alguns ferimentos em seu corpo.Ainda no Hospital ele sofre um novo atentado contra sua vida e foge com o auxílio de Sienna, uma médica super dotada com traumas de infância.No misto de fuga e aventura em busca da verdade, eles se envolvem em uma trama curiosa sobre o possível fim da existência humana na Terra.Zobrist, Um renomado cientista, que havia sido dado como morto há quase dois anos (suicídio), na verdade estava protegido pelo Consórcio (uma “firma” que oferece serviços de proteção), enquanto desenvolvia um agente biológico, supostamente capaz de exterminar a espécie humana.
Zobrist, deixa um vídeo perturbador sobre o início de um novo tempo, baseado na obra de Dante, O Inferno, levando todos a crerem que se o agente biológico criado por ele for liberado, será o fim da espécie humana.Zobrist defendia a teoria que a superpopulação humana resultaria na extinção total dos seres humanos, com prejuízos para o restante do planeta, em função por exemplo do excesso de uso dos recursos naturais.A aventura de caçada de Zobrist e de sua praga se desenrola em vários países da Europa, reforçando aspectos de história, arte, cultura, mitologia e simbologia, em especial das obras de Dante e de outros artistas, famosos ou não, que foram inspirados por Dante.No fim, quase sem fôlego, descobrem que o agente biológico foi disperso, contaminando a população pelo ar, mas diferente do que se imaginou, não era letal. Tratava-se de um vírus, que ao se ligar ao DNA humano, gerava aleatoriamente, seres inférteis, com consequente redução da taxa de natalidade a partir daquele momento, controlando assim a possível superpopulação e extinção da espécie.O livro discute política, ciência, arte e cultura em uma aventura que prende a atenção do leitor e o surpreende do início ao fim!

Bárbara Gonze

Livro: O futuro da humanidade
Autor: Augusto Cury

Marco Pólo era um jovem estudante de medicina que em sua primeira aula de anatomia ficou conflitado com todos queles cadáveres. Tentou discutir a origem dos corpos, seus nomes, suas histórias de vida e sentimentos, mas seu professor de anatomia (George) encarou Marco como um rebelde.Marco resolve então conversar com alguns colegas de turma, que também não ligaram muito para suas ideias. Mesmo assim, foi atrás da história daqueles cadáveres e encontrou um ex-
amigo de um deles, chamado de Falcão.Marco fica surpreso com toda a inteligência do mendigo, e aí se iniciou uma amizade. Falcão possuía uma doença mental, que fez com que Marco Pólo se aproximasse e se interessasse pela área de psiquiatria. Em troca de toda a sabedoria, Marco ajudou Falcão a reencontrar seu filho, que por surpresa era pró-reitor da Universidade.Por fim, Falcão volta á sua família e Marco segue como um dos mais questionadores e questionados médicos psiquiatras, se apaixonando por Ana, uma aluna de psicologia com muitos conflitos psicológicos sobre si também.O livro se torna interessante para nós, profissionais da saúde, visto que existe a necessidade de sensibilização com os nossos alunos/pacientes, para percebermos que além do corpo, da doença ou dos sintomas que uma pessoa apresenta, ela possui uma história de vida única, e que seus problemas não são necessariamente tratados com remédios.

Rafael Koga Amaral

Uma menina vai a sua reunião semanal cotidiana. Mas esta semana é diferente. Bom, a reunião é mesma de sempre, mas um rapaz novo no grupo é a diferença. Diferença que ficará por muito mais tempo do que apenas uma semana. A história acima não é de Esther Earl e John Green. Quer dizer, a história é de John e com grande influência de Esther, mas não é a história dos dois. John Green é escritor e autor do livro A culpa é das estrelas (The fault in our stars). A sinopse acima é sobre o livro de 2012 e sobre o filme homônimo, que tem estreia prevista para o meio do ano. E esta sinopse poderia ser considerada brega (eu considero brega), juntamente com o título em português, mas a sinopse e
a tradução do título não fazem jus ao trabalho de John.A culpa é das estrelas possui um tema complementar, que é o motivo pelo qual a menina Hazel Grace Lancaster vai à reunião semanal e que o rapaz Augustus Waters aparece na vida de Hazel. O motivo é a doença que Hazel possui e que Gus está em recessão: o câncer. Classifico como tema complementar, pois o foco também está na história de Hazel e Gus, o que é comum em livros com a classificação Juvenil ou YA (Young Adult), a história do amor jovem e idealizado (brega).O enredo traz a tona o olhar da pessoa com câncer, já que a narrativa é feita em primeira pessoa, ponto de vista que John Green consegue retratar com maestria, a partir de sua experiência no trabalho com crianças no setor de Oncologia de um hospital, sendo esta
experiência uma das inspirações de John. O uso de batalha contra o câncer, os “privilégios” na condição de doente, entre outras situações, são tratadas com uma leveza e profundidade misturadas.Outra inspiração de John Green para esta história é Esther Earl. Ela era uma fã de John, acompanhando o trabalho dele na internet, já que ele possui um extenso trabalho com vlogs e outras formas de vídeo-postagem. Eles se conheceram em uma convenção de Harry Potter com esta relação de ídolo-fã, mas que passou a ser de amizade e admiração mútua.A história de Esther Earl é contada com mais detalhes no livro A estrela que nunca vai se apagar (This star won’t go out), que possui a introdução por John Green e escritos de Esther Earl, familiares e pessoas próximas desta jovem escritora, que nunca conseguiu ver o seu próprio trabalho publicado, já que faleceu por decorrências do câncer em 2010, nem o trabalho, que se tornou um sucesso mundial, que seu ídolo escreveu tendo ela como umas de suas inspirações.
Hazel Grace Lancaster e Esther Earl Grace não são a mesma. Apesar de Grace ser das duas.

Felipe de Avila Moraes

Música: “Cálice” – Chico Buarque Produzida durante a ditadura militar no Brasil, a música faz um jogo de palavras com a sonoridade da palavra Cálice, trazendo uma referência à expressão Cale-se!. Com o intuito de apresentar uma crítica à ditadura, a música produzida em 1973 foi censurada e só teve autorização para ser veiculada em 1978, possuindo versões interpretadas por Chico Buarque, Milton Nascimento e Maria Bethânia.

Caio Bastos

Livro: Kardec: A biografia
Escritor: Marcel Souto Maior

O livro conta a história de Hippolyte Léon Denizard Rivail, com o pseudônimo de Alan Kardec , e o início do espiritismo. Rivail era um professor cético, autor de livros pedagógicos na França do século XIX. Após a popularização de fenômenos sobrenaturais, onde mesas levitavam, emitiam som de pancadas e através destes sons formavam frases e textos inteiros (uma batida, letra A, duas batidas, letra B, e assim sucessivamente), assinados
por mortos ilustres ou anônimos.Aos 53 anos, mesmo cético, o professor resolveu investigar os fatos, através de métodos criteriosos, analisando centenas de mensagens e textos e presenciando outras centenas de fenômenos.Em 1857, através das mensagens investigadas, o Professor escreveu o primeiro dos cinco livros da codificação espírita. O Livro dos Espíritos, assinado agora, por Alan Kardec.Alan Kardec morreu em Paris, França, no dia 31 de março de 1869.
Obras de Allan Kardec
Plano Proposto para Melhoramento da Instrução Pública, 1828
Curso Prático e Teórico de Aritmética, 1824
Gramática Francesa Clássica, 1831
Catecismo Gramatical da Língua Francesa, 1848
Ditados Especiais Sobre as Dificuldades Ortográficas (1849)
O Livro dos Espíritos, Parte Filosófica, 1857
A Revista Espírita, 1858
O Livro dos Médiuns, Parte Experimental e Científica, 1861
O Evangelho Segundo o Espiritismo, Parte Moral, 1864
O Céu e o Inferno, A justiça de Deus Segundo o Espiritismo,1865
A Gênese, os Milagres e as Predições, 1868

Wladimir Barbosa Reis

“Gilberto bem perto”
Gilberto Gil e Regina Zappa 

              “No papo eu me safo. Minto, reminto, remato, mato, morro, me entrego, me tomo todo e a
bola sempre acaba no fundo das redes. Marco meu gol. Como Garrincha, sem saber como, guiado pelo fôlego, pelo sopro, pela grandeza escondida da inteligência pobre, magra, marginal – de um universo paralelo ao da cultura. No papo eu me safo. A fada é a fala. É como se não fosse minha. É santo baixado, xaxado. A gente tira de letra, de cor e salteado. Escrever é diferente. A caneta na
mão  me  dá  outro  babado.  Responsabilidade.  É  como  o  fim  de  um  circuito  cuidadosamente
montado,  sofisticado,  resultante  de  uma  consciência  poderosa,  central  de  energia  que  guia  as
ideias  para  que  elas  se  escrevam,  sejam  inscritas,  registrem,  invistam,  capitalizem,  reinem,
escravizem, imperem. Escrever pra mim é como submeter minha cuca a uma disciplina militar. Eu detesto  isso,  é  sem swing,  o  fim  da  picada.”  Assim  escreveu,  certa  vez,  Gilberto  Passos  Gil Moreira,  cantor  e  compositor  baiano,  mais  conhecido  como  Gilberto  Gil.  Multifacetado  e pluricultural  artista,  Gil  se  expõe  de  maneira  completa  em  quase  400  páginas  neste  livro organizado por  ele mesmo  e Regina Zappa, jornalista  carioca. O livro  apresenta  uma galeria  de
fotos entre os capítulos, que contam a trajetória de Gilberto Gil desde a infância em Ituaçu, interior da Bahia até sua passagem pelo Ministério da Cultura na gestão de Lula, além da vasta produção musical  nos  gêneros  Forró, Reggae,  Pop, Rock  e  Samba. Gil  é  a  expressão  autêntica  e  viva  da cultura brasileira contemporânea. Vale a leitura!

Jader Martins

Resenha – Robocop (2014)

A refilmagem do clássico de 1987, dirigido agora por José Padilha, nos traz uma proposta semelhante a da trilogia original do filme. Um policial que, após um acidente que o faz perder grande parte de seu corpo, é reincorporado em seu departamento agora sob uma armadura de robô. Uma das óticas principais do filme é retratar a violência urbana, em uma época (2028) onde robôs são utilizados para guerras e confrontos internacionais (Oriente Médio), mas não nos próprios Estados Unidos, já que sua proposta teve uma rejeição da população de mais de 70%, sob o argumento de que “máquinas não sentem”, logo, não pensariam antes de assassinar uma pessoa, mesmo que um criminoso ou suspeito.Após um acidente, Alex Murphy vira cobaia da maior empresa produtora destes robôs policiais, com o consentimento de sua esposa, na esperança de que Alex possa voltar a ter uma vida junto de sua família. Entretanto, para que Alex seja “aceito” pela armadura, seu cérebro precisa ser sedado, o que o faz parecer anestesiado, a ponto de não reconhecer sua esposa e filho. O diretor José Padilha é conhecido por seus filmes de crítica social, como “Tropa de Elite” e “Ônibus 174”, retratando o violento cenário brasileiro. O filme conta ainda com Samuel L. Jackson, interpretando um apresentador de TV à la Datena (e similares), que defende veemente que bandidos (dos mais variados tipo) sejam exterminados, para que o cidadão americano de bem possa ter paz. Num tom de acidez irônica, mas que cai como uma luva no filme.

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-138376/

Lucas Miom Augusto

Resenha: A expedição Kon Tiki – Thor Heyerdahl

Kon-Tiki foi o nome do barco utilizado pelo explorador norueguês Thor Heyerdahl (1914-2002), em sua expedição pelo Oceano Pacífico da América do Sul para a Polinésia, em 1947, com intuito demonstrar a possibilidade de que a colonização da Polinésia tinha sido realizada por via marítima por povos pré-colombianos da América do Sul. O nome do barco era homenagem ao deus do sol inca, Kon Tiki.Heyerdahl alegava que os povos da América do Sul poderiam ter
alcançado a Polinésia em tempos pré-colombianos. Seu objetivo foi demonstrar a possibilidade de que a colonização da Polinésia tinha sido realizado por via marítima da América do Sul, em jangadas idênticas ao barco utilizado durante a expedição, e conduzido apenas pelas marés, correntes e força do vento, que é quase constante, na direção leste-oeste ao longo do Equador. No entanto, a expedição dispunha de equipamentos como rádio, relógios,mapas, sextantes e facas, ainda que os mesmos não fossem pertinentes ao tentar provar que uma jangada poderia fazer tal travessia.A expedição Kon-Tiki foi financiada através de empréstimos, e contou com doações de militares do exército dos Estados Unidos. Heyerdahl viajou para o Peru, algum tempo antes, junto com um pequeno grupo de pessoas e dentro do espaço previsto pelas autoridades nacionais, se dedicava à construção da jangada. Para isso, foram utilizas toras de madeira balsa e outros materiais nativos, e manteve o estilo de construção indígena. A viagem durou cerca de 100 dias até que a jangada encalhasse num recife de corais próximo a um pequeno arquipélago, durante o percurso houveram
muitas situações inusitadas, onde os tripulantes foram testados ao máximo. Um fato curioso citado no livro é que em certo momento da viagem, dominados pelo tédio, os tripulantes passaram a realizar jogos entre si, e um desses jogos era pescar um tubarão com a próprias mãos puxando-o pela cauda.Após todo o esforço da tripulação, a expedição Kon Tiki foi recebida com honras em todo mundo e Heyerdahl teve finalmente sua tese atestada e comprovada pela comunidade científica.

Luana Ferreira

Filme: Gravidade

Ganhador de 7 Oscar da 86º edição, lançado dia 11 de outubro de 2013 o filme Gravidade levou as estatuetas de melhores efeitos visuais, melhor edição de Som, melhor mixagem de Som, melhor edição, melhor fotografia, melhor trilha sonora e melhor diretor.
O filme retrata de uma experiência de três astronautas que estão em uma missão para consertar um telescópio, porém devido a uma míssil que atingiu um satélite e os astronautas são surpreendidos com uma chuva de destroços, ficando a deriva sem sua estação espacial.
O filme tenta passar as sensações, sons, imagens, visuais, dificuldades e encantos do espaço, com uma história simples, o que chama a atenção no mesmo foi toda a produção do filme. Vale a pena conferir e confirmar a relevância dos prêmios.

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-178496/

Anúncios

Bem Vindos Calouros!

Na sexta-feira da Semana de Integração dos Calouros 2014 (07/04), o grupo PET- Educação Física, fez a tradicional gincana dos Calouros.
Este ano, muito similar aos anos anteriores, a gincana contava com 5 bases com desafios diversificados, e a cada base os calouros ganhavam letras e ao final conseguiram formar a palavra INTERDISCIPLINARIDADE.
Foi um momento de muita diversão, e integração.
O Grupo PET-EDUCA, agradece a todos que estiveram diretamente e indiretamente auxiliando na realização desta Gincana, e deseja a todos os Calouros, um ótimo início de ano, e que todos tenham muita disposição para enfrentar os novos desafios que a graduação nos oferta.

Participem de todas a extensões, grupos, palestras, IntegraPET e todos os eventos que ofereceremos ao decorrer do ano.
Aguardamos a presença de todos vocês!!

SEJAM BEM VINDOS CALOUROS! 10013024_4018478875616_136585031_nGincana PET -  Semana de Integração Calouros 2014

1795480_4018477075571_1612318964_n

1896781_4018478155598_1161055077_n

1897761_4018476595559_1726979129_n

1898161_4018477555583_2076067632_n

1911605_4018477795589_196075670_n

1911788_4018474515507_2007461999_n

1920046_4018477915592_1493389541_n

1932223_4018475555533_1546540686_n

1960052_4018478395604_829182466_n

1969302_4018480035645_1467754311_n

1979612_4018482515707_588642971_n